Participação no X Simpósio Brasileiro de Pós-Graduação em Ciências Florestais

Atualizado: 31 de Out de 2019


A divulgação dos trabalhos desenvolvidos é uma tarefa importante dentro da comunidade científica. Neste sentido, a participação dos colaboradores do LabGeM em eventos científicos torna-se necessária.


Com a oportunidade, bolsistas de iniciação científica e mestrandos participaram do "X Simpósio Brasileiro de Pós-Graduação em Ciências Florestais", organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (site: https://goo.gl/EJY6m3).


O evento ocorreu no período de 13 a 15 de junho de 2018 em Natal, Rio Grande do Norte, e teve como tema “Desafios e Possibilidades no Setor Florestal”.


O principal objetivo do evento foi gerar oportunidades para que os estudantes, pesquisadores e profissionais da área pudessem trocar experiências, além de se atualizar sobre as pesquisas que estão sendo desenvolvidas em diversas regiões do Brasil.


A programação científica foi composta por 18 palestras e mesas redondas, que abordaram um amplo leque temático. Na ocasião, também foram realizadas apresentações dos trabalhos científicos submetidos, em forma de pôster, os quais foram divididos nas subáreas: Silvicultura, Manejo Florestal, Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais e Conservação da Natureza.

Os trabalhos realizados pela equipe do LabGeM foram:

- Alometria de uma população de Protium heptaphyllum (Aubl.) March em um fragmento de Mata Atlântica;


- Aspectos fenológicos de Manilkara salzmannii (A. DC.) H. J. Lam. em um fragmento de Mata Atlântica;


- Fenologia reprodutiva e vegetativa de Mimosa tenuiflora em um fragmento de Floresta Estacional Decidual. (Trabalho premiado como terceiro lugar na área de Conservação da Natureza);


- Marcadores moleculares ISSR para estudos genéticos de Handroanthus heptaphyllus (Vell.) Mattos;


- Seleção de iniciadores ISSR para Mimosa tenuiflora (Willd.) Poiret;


- Relações alométricas de uma população de Eugenia luschnathiana em região transicional Caatinga - Mata Atlântica;


- Variabilidade genética estimada com marcadores ISSR em uma população natural de Copernicia prunifera (Miller) H. E. Moore (Arecaceae);


- Ziziphus joazeiro Mart.: floração sincrônica como mecanismo para o sucesso ecológico.

Os trabalhos acima citados se encontram nos anais do evento e estão disponíveis para download no site: https://goo.gl/2oJMuR

#PPGCFL #UFRN #EngenhariaFlorestal


Por Fernanda Moura, Kyvia Pontes e Fábio Vieira, LabGeM

0 visualização

© 2016-2019 Fábio Vieira

Podcast..png
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter